terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Capitu



Acompanhe as criticas e analises da Nova série da Globo no 16H50Min.

Ao final deu São Paulo

Uma Taça de vinho para animar



Fernanda Takai foto Via Magia

O show de André Abunjamra e da cantora Fernanda Takai, que encerrou o Mercado Cultural VIII, foi um sucesso.

Durante a apresentação do Cantor e compositor Abu teve a participação, ao vivo, de Luiz Caldas e outras participação de outros artistas via vídeos. Além disso, teve a exibição de cenas do Ultraman na sala principal do TCA.



Depois tivemos a cantora Takai demonstrando suas habilidades na arte da dança, e para melhorar a cantora tomou uma tarçinha de vinho para melhorar a performance.
O show foi muito bom e encerrou com chave de ouro o Mercado Cultural.

Juntar para Espalhar



A oitava edição do Mercado Cultural terminou no domingo dia 07 de dezembro.
O evento trouxe para o Brasil centenas de pessoas, entre artistas e agentes culturais, para mostrar o que há de melhor no circuito autoral e independente nas diversas vertentes da música, artes cênicas e artes visuais brasileiras e internacionais.

-Juntar para Espalhar...

Esta foi a frase proferida por Hermeto Paschoal durante apresentação na Concha Acústica na 1ª edição do Mercado Cultural. Hermeto usou a expressão para definir o próprio Mercado, referindo-se à intenção de juntar (promover encontros, transmissão de conhecimentos e troca de experiências) e espalhar (construir intercâmbios, distribuir a produção, trabalhar em rede) Tudo isso sob a aura de um projeto que nasceu com a missão de sistematizar, promover e distribuir trabalhos autorais de qualidade, representativos da produção artistica independente. Agora, na VIII edição do Mercado Cultural retomamos esta frase como tema e meta deste ponto de encontro afetivo, intelectual e espiritual de uma comunidade artistica que segue aspirando um futuro cooperativo e harmonioso para o nosso planeta Terra.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Para fãns de RPG

Seja mordido e tornesse um Vampiro.
http://mg3.misterape.com/?ac=vid&vid=290100357
Detalhes no portal, outras coisas pergunta aqui e eu te respondo!

sábado, 29 de novembro de 2008

Será o fim de Wayner


BCC Brasil


O escritor escocês Grant Morrison revelou esta semana que Wayne vai se aposentar ou será morto em um confronto com o sindicato do crime Black Glove (Luva Negra, em tradução livre).
A história - Batman RIP (expressão latina para “descanse em paz”) - mostra o super-herói sendo baleado pelo vilão, Simon Hurt, que alega ser o pai de Bruce Wayne, Dr. Thomas Wayne.
As histórias em quadrinho do personagem foram lançadas em 1939. Na década de 60, ele ganhou um seriado de TV e apareceu em vários filmes.
Ele teve pai e mãe mortos a tiros por um ladrão quando era menino e, já como um jovem industrial, acabou se tornando um combatente autônomo do crime - Batman.
Novo Batman?
Na cena final, Hurt tenta escapar em um helicóptero depois de abrir fogo contra Batman.
O super-herói, ferido, se atira contra o helicóptero, causando um acidente. Mas a estória em quadrinhos termina sem uma ilustração que mostre o cadáver de Wayne.
Morrison disse em meados desta semana: “Este é o fim de Bruce Wayne como Batman. Mas, como eu disse, é muito melhor do que morte.”
“As pessoas matavam os personagens no passado mas, para mim, isto meio que encerra a história. Eu gosto de manter as voltas e reviravoltas.”
“Então, o que eu estou trazendo é um destino pior do que a morte. As coisas que ninguém esperaria que acontecessem com estes caras.”
Wayne pode estar morto, mas a editora DC Comics não dá sinal de que vai acabar com a franchise do Batman.
Morrison não quis revelar quem será o novo Batman mas, entre os líderes desta corrida estão Tim Drake, que desde 1991 vem sendo “Robin, o menino prodígio”, o parceiro de Batman e Dick Grayson, o menino prodígio original, que agora protege Gotham City como Nightwing.
Esta não é a primeira vez que um super-herói tem um fim trágico no mundo das histórias em quadrinhos.
No ano passado, o Capitão América morreu depois de atingido por um franco atirador em Nova York.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

O beijo de Mônica no Cebola

Depois de 40 anos de espera, finalmente o primeiro beijo saí.
Turma da Mônica Jovem e o primeiro beijo romântico de Cebolinha (agora apenas Cebola) e nossa querida baixinha, dentuça e gorducha Mônica (embora que tais adjetivos não se aplicam mais).
Confiram o post do Apollo no 16H50Min.

Em momento de crise, o jeito é rir

Comoção e apoio

A tragédia que assolou o Brasil.

Nove cidades de Santa Catarina decretaram estado de calamidade pública por conta das enchentes. Na quinta-feira passada, 27, o município de Garuva era o único que continuava isolado. As barreiras que bloqueavam o acesso às cidades de São Bonifácio, São João Batista, Rio dos Cedros, Itapoá e Benedito Novo já foram removidos. A Defesa Civil de Santa Catarina contabiliza 97 mortos pelas chuvas - a maioria vítimas de deslizamentos -, sendo que o número pode passar de 100, já que 19 pessoas ainda estão desaparecidas. Já são quase 80 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas.

O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira disse que o estado demorará no mínimo dois anos para se refazer dos estragos, contudo as famílias que sofreram com está tragédia, passaram a vida toda com esta dor.

Vários estados brasileiro e organizações da iniciativa privada e das ONGs estão ajudando as vítimas, vamos fazer nossa parte, aqueles que não poderem doar ajude com orações e pensamentos positivos.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Bye bye


Bruno, goleiro do Flamengo, o melhor jogador da partida

Não dessa vez.


Aqui acabou o sonho Hexa... Não é da seleção brasileira não, é do Mengão.


O Flamengo não foi a sobra do time que goleou o Verdão, depois das declarações do goleiro Bruno sobre um possível delator dentro do grupo, que demonstrou para a impressa que há realmente uma divisão na equipe. O Flamengo vai ao mineirão e perde para o Cruzeiro, e assim, deu adeus ao tão sonhado título.


Só resta busca a libertadores.





Parabéns ao São Paulo, que de forma brilhante aproxima-se ainda mais da taça!

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Novo Blog


Como deu para se perceber, gostei muito de escrever para esse blog. A coisa deu tão certo que estou lançando meu segundo blog, agora no Wordpress, O nome é 16H50Min.
Este novo blog nasce da união entre uns amigos meu, onde nós resolvemos transcrever para o mundo virtual nossas analises loucas sobre todas as loucuras que se possa imaginar.
Bem... Como o Conexões Infinitas, este novo blog nasce sem um planejamento, por isso ainda está em construção, também não tive tempo de criar um e-mail exclusivo para o blog e os autores não tiveram a decência de criar cada um, um e-mail para postar no blog, por isso vão utilizar o meu.
Cada autor, assim como eu, usaram nomes fictícios (sei lá porque?) e assinarão os nomes no fim das postagens. Mas não deixarei meu Conexões de lado, afinal o primeiro ninguém esquece

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Mais diversão

6x2... Não precisa dizer mais nada




Na maior goleada da história da seleção brasileira em cima de Portugal, o candidato mais cotado ao titulo de melhor jogador do ano, passa despercebido.

Depois de um entrevista onde Cristiano Ronaldo diz ser o melhor do mundo, esperávamos mais futebol, mas tudo bem fica para uma próxima goleada... ops, para uma próxima vez.

- Você se considera o melhor jogador do mundo?

- O primeiro, o segundo e o terceiro!

A humildade é tanta que ocupou muito espaço na bagagem e aí ele teve que deixar o futebol na Inglaterra.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Faça o que digo, não faça o que eu faço




Quem disse que para viver mais é preciso desistir dos prazeres da terra? Poís é, há quem tente viver ao máximo da vida sem largar se quer os vícios. Dona Olívia quer comemorar seus cem anos com cigarro na mão e uma cervejinha na outra.

Durante a comemoração dos seus centenário,dona Olívia Franco da Silva com um vestido azul alugado para a ocasião, desafiará todos os protocolos de saúde. Fumando e bebendo além de comer suas comidas prediletas: toucinho, torresmo e morcilha. Os médicos e a família tentam convencê-la a moderar. Olívia não se intimida. Fuma uma carteira de cigarro a cada três dias, não recusa uma cervejinha, nem pensa em trocar carne gorda por sopinhas. Apesar do mau exemplo que a torna exceção, não tem doença aparente, sequer alteração de colesterol.

Agora que tenho essa idade, ninguém me governa mais. A gente vai fazer o que se não aproveitar a vida? – provoca, com sorriso maroto.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Parabéns ao Jovem Arthur Sakemi!


Arthur SakemiÉ um estudante de Desenho Industrial de 18 anos, que tem um hobby diferente: a pintura em óleo sobre tela.

Fazendo aulas desde os 12 anos de idade, Sakemi foi surpreendido por um convite, que muitos artistas com anos de estrada sonham: ter suas obras selecionadas para concorrer ao Carrousel Du Louvre - Paris, mostra anual que acontece no museu, voltada à divulgação de novos artistas de todo o mundo.

Os trabalhos enviados por Arthur Sakemi para o concurso, bem como o dos demais concorrentes, integram a exposição Interferências, promovida pela galeria Área Artis.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Mensagem para o G20

Vapor barato, um mero serviçal do narcotráfico
Foi encontrado na ruína de uma escola em construção
Aqui tudo parece que é ainda construção e já é ruína
Tudo é menino e menina no olho da rua
O asfalto, a ponte o viaduto ganindo pra lua
Nada continua
E o cano da pistola que as crianças mordem
Reflete todas as cores da paisagem da cidade que é muito
Mais bonita e
Muito mais intensa do que no cartão postal
Alguma coisa está fora da ordem
Fora da nova ordem mundial...
Escuras coxas duras tuas duas de acrobata mulata
Tua batata da perna moderna, a trupe intrépida em que fluis
Te encontro em Sampa de onde mal se vê quem sobe ou desce arampa
Alguma coisa em nossa transa é quase luz forte demais
Parece pôr tudo à prova, parece fogo, parece, parece paz
Parece paz
Pletora de alegria, um show de Jorge Benjor dentro de nós
É muito, é muito, é total
Alguma coisa está fora da ordem
Fora da nova ordem mundial...
Meu canto esconde-se como um bando de Ianomâmis na floresta
Na minha testa caem, vêm colocar-se plumas de um velho cocar
Estou de pé em cima do monte de imundo lixo baiano
Cuspo chicletes do ódio no esgoto exposto do Leblon
Mas retribuo a piscadela do garoto de frente do Trianon
Eu sei o que é bom
Eu não espero pelo dia em que todos os homens concordem
Apenas sei de diversas harmonias possíveis sem juízo final
Alguma coisa está fora da ordem
Fora da nova ordem mundial...

Não adianta crer que a eleição de um homem vai fazer tanta diferença, temos que aproveitar
esta crise para repensar as estruturar que sustentam o mundo, dentro dos conceitos sociais e economicos.
Sustentabilidade é uma palavra que tem que estar gravada nos discursos dos representates de cada nação.

Não poderia faltar

Isso é em nome de Deus? 2


Lá se foi o tempo que Monge era exemplo de paz e tranqüilidade, alias na Terra Sagrada, paz e tranquilidade é artigo em falta a bastante tempo.
Os Motivos
Um clérigo armênio afirmou que os gregos tentaram colocar um de seus monges dentro da Edícula, uma estrutura antiga que encerraria a tumba de Jesus.

"O que está acontecendo aqui é uma violação do estado das coisas. Os gregos tentaram muitas vezes colocar um monge dentro da tumba, mas eles não têm o direito de fazer isso quando os armênios estão celebrando o festival", afirmou.

"Nós protestamos de forma pacífica, ficamos aqui, no meio, e afirmamos que não iríamos deixar a procissão ser encerrada a não ser que eles deixassem nosso guardião entrar. Isto não aconteceu, e, naquele momento, a polícia interferiu", afirmou um clérigo grego.

Os peregrinos que estavam na basílica viram os monges, com suas vestimentas tradicionais, brigando e derrubando objetos de decoração da igreja e tapeçarias antigas.

Seis correntes da religião cristã, inclusive a católica romana, administram juntas a antiga basílica. Segundo o correspondente da BBC em Jerusalém Wyre Davies os confrontos entre estas correntes são comuns, mas raramente se chega a este nível de violência.
Ainda tem gente que acha que só Islâmico que é radical!

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Imagem não é nada... Holograma também não



A CNN fez a primeira transmissão com interatividade através de um holograma na televisão mundial. Dois corpos, distantes, estiveram juntos interagindo, a tecnologia utilizada consegui exibir para o público, o que a física não permite (Um corpo ocupe dois lugares diferentes).

Mas será que realmente pode ser encarado como um holograma a aparição da âncora Jessica Yellen?

Nota da Wikipédia: Holografia é uma forma de se registrar ou apresentar imagens
em três dimensões.
O holograma da CNN é feito através de um jogo de Câmeras HD e computadores que registram as imagens em 360°, mas essas imagens são transmitidas apenas para os telespectadores e não para o estúdio.

O holograma estava mais para um Chromo Key bem moderninho.


Nota da Wikipédia: É uma técnica de processamento de imagens cujo objetivo é
eliminar o fundo de uma imagem para isolar os personagens ou objetos de
interesse que posteriormente são combinados com uma outra imagem de fundo.
Confiram o Blog Goma de Mascar, o post é super interessante.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Como já sabíamos



Já era previsto, Obama venceu.
Eu sei, isto tem valor noticia, afinal ele é o futuro presidente dos EUA, sendo que o EUA está passando pela maior crise financeira depois do Crack da Bolsa de 29. Tantos elementos que torna o fato noticioso, contudo já sabíamos!
Obama vence a eleição e ascende ao posto de presidente como o primeiro presidente negro (nem tanto, mas o que vale é a intenção), ganha de MCcain, o típico representante dos símbolos norte-americano (herói de guerra).
Mas vamos ser sinceros, alguém acredita em mudanças? Serio mesmo, existe diferenças entre democratas e republicanos, que possam garantir nossas esperanças?
Acho muito difícil que Obama faça mesmo uma politica que, no fim das contas, tem mudanças significativas para todo o mundo.

Dando uma olhadinha no blog Saindo da Matrix, o post Obama de 28 de Outubro de  2008, aborda o discurso de Barack em Ohio, vale a pena dar uma lida.

Ilustração retirada do Blog Saindo da Matrix

Acredito que Obama fosse realmente a melhor opção, entretanto não estou esperando grandes alterações no quadro politico americano.



terça-feira, 4 de novembro de 2008

Da Terrra I


Foto de Vantoen Pereira Jr, extraída do blog Cia Rubens Barbot

Cada caminho, cada escolha parte da vontade de cada um de nós.
Abra seus caminhos e feche seu corpo
Não abaixe sua cabeça, a menos que seja reverencia
Não negue sua crença e nem pense que ela é a verdade
Somos apenas aprendizes, somos filhos e mães
Somos santos e somos únicos


Foto de Vantoen Pereira Jr, extraída do blog Cia Rubens Barbot

Crenças da terra

Extraído do Blog: Bruno Ribeiro




O psicanalista Carl G. Jung sugeriu que pode existir um inconsciente coletivo. Os mitos seriam como sonhos de todos os homens. Dentre os mitos mais comuns da humanidade, ou seja, dentre os personagens que podem ser verificados em todas as épocas e culturas estão o herói, o vilão, o palhaço, o sábio etc. Estes mitos universais são chamados de arquétipos. Eles se manifestam nos sonhos e na personalidade das pessoas. Em qualquer parte do mundo.
No Candomblé, os Orixás também são associados a arquétipos. Nele encontramos o guerreiro (Ogum), o caçador (Oxóssi), o advogado (Xangô), o médico (Obaluaê), o feiticeiro (Ossaim) etc. Para cada área da atividade humana, um Orixá regente.



Foto de Vantoen Pereira Jr, extraída do blog Cia Rubens Barbot


Na verdade os Orixás representam forças, emanações de energias que um ser primordial (no caso Olorun) gerou. Vê-los como Arquétipo ajuda (para aqueles que não são devotos) a respeitar e a tenatar entender as manifestações culturais que são baseadas nos mitos Yoruba.

Nota da Wikipédia: Na Mitologia Yoruba, Olorun é o Deus supremo do povo Yoruba, que criou as divindades chamadas (português Orixá; alemão Orisha; espanhol Oricha; Yoruba Òrìsà) para representar todos os seus domínios aqui na terra, mas não são considerados deuses.




Da Terrra










segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Não teve culpa, mas deu raiva


Não dei o título a Hamilton, diz Timo Glock.

Tá bom acredito, mas deu raiva.

Foi quase

Felipe Massa que venceu a corrida de ponta a ponta, durante a mudança para pista seca e para pista molhada, enquanto Hamilton optou por uma estratégia defensiva, contrária ao seu estilo. O titulo consolidou o brasileiro como um dos protagonistas de uma das maiores disputas de todos os tempos pelo título da Fórmula 1.

Massa perdeu o título na última volta por apenas 500 metros, a distância que vai da Curva do Café à linha de chegada. Neste curto trecho do autódromo José Carlos Pace (Autódromo de Interlagos), o alemão Timo Glock, com um Toyota equipado com pneus para pista seca, perdeu o quarto lugar e foi ultrapassado por Sebastian Vettel e Hamilton.

E o piloto da McLaren tornou-se aos 23 anos e nove meses o mais jovem campeão mundial da história da Fórmula 1. Mas que por muito pouco, não saiu derrotado pelo segundo ano consecutivo.

Parabéns Felipe!

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho, Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

Estava estudando um pouco sobre os projetos culturais do MinC, quando descubro que 2008 é comemorado cem anos de morte de Machado de Assis. O ano tá terminando, bem, antes tarde do que nunca, aqui deixo minha singela homenagem.

No alto

O poeta chegara ao alto da montanha,
E quando ia a descer a vertente do oeste,
Viu uma cousa estranha,
Uma figura má.

Então, volvendo o olhar ao subtil, ao celeste,
Ao gracioso Ariel, que de baixo o acompanha,
Num tom medroso e agreste
Pergunta o que será.

Como se perde no ar um som festivo e doce,
Ou bem como se fosse
Um pensamento vão,

Ariel se desfez sem lhe dar mais resposta.
Para descer a encosta
O outro lhe deu a mão.

Na rota

Espetáculo: E, Se... Grupo: Tato Criação Cênica (PR) Foto: Site do Fiacba



O Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia (FIAC-BA), que vem acontecendo desde o dia 24 e segue até hoje, 31 de outubro de 2008. nasceu com o compromisso de colocar a Bahia no circuito das artes cênicas internacionais, traçando um panorama da pluralidade de propostas que marca a cena contemporânea.

A Bahia, como outros Estado do Norte e Nordeste, permaneceu por muito tempo fora das rotas culturais do Brasil e do mundo. O Intercâmbio cultural entre Estados e entre nações configura uma necessidade para a difusão, manutenção, e surgimento de manifestações artísticas e culturais.
O Brasil é um País rico em diversidade e pluralidade cultural, nossa hstória mesmo sendo curta, tem consistencia.

Com essa rede de atuação – que inclui circulação de espetáculo, intercâmbio, formação profissional e de platéia, divulgação da produção baiana, interferência no calendário cultural do estado, celebração e reflexão sobre as artes cênicas –, o FIAC-BA se instala como um instrumento transformador, numa iniciativa com potencial de desdobramentos em diversas áreas.

Parabéns ao FIAC, espero que essa iniciátiva seja copiada por todos os outros segmentos culturais.

Confiram no site os últimos espetáculos: Fiac

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Isso é em nome de Deus?






KISMAYU, SOMÁLIA - Muçulmanos somalis mataram a pedradas uma mulher acusada de adultério, na primeira execução pública desse tipo em cerca de dois anos. De acordo com testemunhas, a mulher, de 23 anos, foi morta na noite de segunda-feira, diante de centenas de pessoas em Kismayu, cidade portuária no sul da Somália, controlada desde agosto por insurgentes islâmicos.
Guardas abriram fogo quando um parente tentou correr até a mulher, e uma criança morreu, segundo as testemunhas.

"Uma mulher com véu verde e máscara preta foi trazida num carro quando esperávamos para assistir ao inclemente ato do apedrejamento", disse o morador Abdullahi Aden à Reuters.

"Disseram-nos que ela se submeteu à punição, embora pudéssemos vê-la gritando ao ter pernas e mãos amarradas. Um parente correu na direção dela, mas os militantes abriram fogo e mataram uma criança”.

A exemplo do que fizeram em 2006 em Mogadíscio, os militantes que agora controlam Kismayu e arredores promovem a segurança, mas também impõem práticas fundamentalistas, como a proibição de diversões consideradas anti-islâmicas.

Parentes da mulher apedrejada em Kismayu, identificada como Asha Ibrahim Dhuhulow, dizem que ela foi tratada com injustiça.

"O apedrejamento foi totalmente não-religioso e ilógico", disse sua irmã, que pediu anonimato. "O Islã não executa uma mulher por adultério a não ser que quatro testemunhas e o homem com quem ela fez sexo sejam apresentados publicamente”.

Líderes islâmicos na execução disseram que a mulher havia violado as leis religiosas, e prometeram punir o guarda que baleou a criança.

"Pedimos desculpas por matar a criança. E prometemos levar quem abriu fogo às cortes e tratá-lo como cabe", disse um líder islâmico não-identificado à multidão.
Nota Pessoal
As mulheres conquistaram muito, mas ainda falta.
Em pleno século XXI, o mundo ainda assiste, incapacitado, as ações em nome de Deus. Longe de mim, ir de contra as tradições e mandamentos da cultura mulçumana, contudo acredito que esse tipo de violência desagrada qualquer dogma religioso.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Fim de eleição... Mas não de um ciclo

Fim das eleições, o segundo turno passou e já temos o nome do nosso futuro Prefeito, que alias é o mesmo.
Walter Pinheiro tentou, Jaques Wagner tentou, mas ao final João Henrique se mantém no cargo por mais quatro anos, esperamos aqui, que o Prefeito execute suas propostas e faça valer os votos que lhe foram atribuídos. Agora é 2010, para analisar o impacto dessa eleição dentro das escalas estaduais e federal.

Votei no PT, entretanto sou um amante da democracia e se essa foi a vontade de todos que assim seja.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Jesus voltará??....

Em momentos de crise, com as bolsas despencando pelo mundo inteiro, bancos falindo e uma possível recessão. A ameaça do Fim do mundo retorna, a crença no apocalipse e no julgamento final é um tema bastante em voga.
Sendo assim, é quase impossível não pensar, a final Jesus voltará ou não? Bem, dando minhas olhadas no bom e velho orkut, és que me deparo com um fórum de uma determinada comunidade, onde o tópico “ Jesus Voltará?” era o titulo que me chamou bastante atenção.
Não vou reproduzir todos os discursos empregados pois não cabe aqui fazer uma transferência e mesmo por que nem tudo dito realmente pode ser aproveitado para uma reflexão, entretanto dois membros me chamaram atenção com suas explanações sobre o tema.


Conteúdo extraído de uma comunidade do orkut, digitados por Adonai e ★ Luiz
Adonai

Os Evangelhos são textos iniciáticos, absolutamente simbólicos, tratam de um desenvolvimento interior. O fato de havido ou não um indivíduo chamado Jesus Cristo é o que menos está importando neste caso.
O nome Jesus é simbólico, significa "O Salvador". O fato dele ter nascido de uma "Virgem" é uma referência ao fato de que a Elevação de Consciência, ou seja, a Salvação do Ser, que vive mergulhado nas questões materiais, nasce da "Pureza".
E assim é com uma série de simbolismos que não devem de modo algum serem interpretados, especialmente por nós, da mesma forma que alguns religiosos supersticiosos interpretam, ou seja, literalmente. Se formos interpretar os textos bíblicos todos literalmente vamos ter um amontoado de coisa sem o menor sentido.


★ Luiz

De fato, é por medo de ir para o inferno que as pessoas se submetem a uma série de restrições programadas pelos donos de religiões ligadas ao poder.
Isso ficou mais forte com o domínio político da Igreja Católica a partir da fase final da História de Roma. A Igreja cresceu no momento da crise do Império.
"O Cristianismo é a religião da decadência do Império Romano. E até hoje nós estamos seguindo a religião da decadência do Império Romano”. (Fernando Pessoa).
O inferno é um bom modo de o poder social/político/religioso convencer a muitos a se adaptarem aos seus valores.
Quanto à Bíblia, concordo com o que alguém disse: ela é simbólica.Joseph Campbell, em obras como O Poder do Mito e Tu És Isso, falou muito sobre isso: a linguagem dos livros religiosos é METAFÓRICA, e NÃO É LITERAL.Assim, Cristo tem muito mais a ver com um estágio que qualquer pessoa pode alcançar ao despertar a Divindade que existe dentro dela mesma.
Se Cristo voltará? Isso é outra metáfora.
Mesmo porque com um monte de gente falsa dizendo que é seguidora dele, Cristo já deve estar de saco cheio de ser tão evocado!


Adonai

Concordo com o que nosso amigo ★ Luiz disse. Eu até diria que o Império Romano não acabou, apenas mudou de ramo, deixou de ser uma instituição política para se tornar uma instituição religiosa, para isso apenas mudando a "razão social".
Mas algo que é preciso que se ressalte é que tem sido muito freqüente a confusão entre instituições, filosofias e conhecimentos.
A Igreja Católica Apostólica Romana, é uma instituição, assim como são instituições outras organizações como Igrejas Protestantes e Evangélicas. O que essas instituições têm em comum é o fato de terem sua estrutura doutrinária baseada numa mesma filosofia.
O Cristianismo é uma filosofia, e como filosofia devemos entender algo como uma maneira específica de lidar com conhecimentos. Em torno de Filosofias se criam instituições, e assim e a filosofia do Cristianismo é adotada por diversas instituições diferentes, podendo-se incluir: o movimento Pentecostal, o Kardecismo, o catolicismo, entre outros.
O que tem acontecido é que temos falado sobre a Igreja Católica (instituição), ou sobre alguma outra instituição da linha das Igrejas Evangélicas como se isso fosse o Cristianismo, e nos referindo aos problemas e desvirtuamentos doutrinários, ou mesmo éticos de tais instituições como se o Cristianismo fosse isso.
O problema surgiu pelo fato de que a filosofia (Cristianismo) nos chegou através de uma leitura e interpretação de uma instituição específica (Igreja Católica).
A "Bíblia" é um livro que foi criado para "consumo interno" da instituição Católica, sendo que seu uso passou a ser adotado por outras instituições que buscassem a filosofia do Cristianismo. Mas neste livro doutrinário da Igreja Católica não encontramos apenas o Cristianismo, como também elementos de outras filosofias como é o caso do Judaísmo.
Quanto às filosofias, atualmente temos a filosofia do Cristianismo misturada à do Judaísmo, criando uma visão bem menos clara do Cristianismo em si.


A minha intenção é de colocar em debate nossa mania e deixa ao Deus dará no futuro esperando que o Salvador desça e resolva nossos problemas como se nós mesmos não tivéssemos nada com isso.
O Cristo voltando em forma física e/ ou espiritual ou de forma metafórica, não isentará ninguém de seus pecados sem que não haja arrependimento.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Um pouco de ti em mim

Texto extraído de uma comunidade do orkut, digitado por Lílian

Ao se estudar Carl Jung descobriremos que dentro de cada homem há uma mulher (anima) e em cada mulher há o princípio masculino (animus). Este eterno jogo de yin-yang se ajusta e se completa. Portanto, nenhum indivíduo é inteiramente masculino ou inteiramente feminino. Cada um de nós é composto dos dois elementos e esses dois constituintes estão freqüentemente em conflito. O princípio feminino ou "Eros" é universalmente representado pela Lua e o princípio masculino ou "Logos" pelo Sol. O mito da criação no Gênesis afirma: Deus criou duas luzes, a luz maior para reger o dia e a luz menor para reger a noite. O Sol como princípio masculino é o soberano do dia, da consciência, do trabalho e da realização, do entendimento e da discriminação conscientes, o Logos.
A Lua, o princípio feminino é a soberana da noite, do inconsciente. É a deusa do amor, controladora das forças misteriosas que fogem à compreensão humana, atraindo os seres humanos irresistivelmente um para o outro, ou separando-os inexplicavelmente. Ela é o Eros, poderoso e fatídico e totalmente incompreensível.Na natureza, o princípio feminino mostra-se como uma força cega, fecunda, cruel, criativa, acariciadora e destruidora.É a fêmea das espécies mais mortal que o macho, feroz em seu amor como também com seu ódio. Esse é o princípio feminino na forma demoníaca. O medo quase universal que os homens têm de cair sob o domínio ou fascinação de uma mulher e a atração que esta mesma servidão têm para eles, são evidências de que o efeito que uma mulher produz num homem é, em geral realmente de caráter demoníaco.Essa imagem repousa tão somente, na natureza da própria "anima"do homem ou alma feminina, sua imagem interior do feminino. A "anima"' não é uma mulher, mas um espírito de natureza feminina, que reflete as características do lado demoníaco, tanto glorioso, como terrível. Na vida cotidiana o homem não entra diretamente em contato com o princípio masculino duro, predatório, mas encontra-o sob a máscara humana, mediado pela sua função superior.Mas o feminino dentro dele não é mediado através de uma personalidade humana culta e desenvolvida. O princípio feminino, age sobre ele diretamente do inconsciente, aproximando-se como um traidor que vem de dentro.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Arrumando as gavetas



Dando uma geral na minhas gavetas, de repente, encontro uma foto de um dos espetáculos teatrais que mais gostei, Escorial.


Um Reino decadente, uma Rainha enferma, um Rei atormentado e um Bobo da Corte triste e exausto e por fim um Carrasco, além de cães. esse são alguns dos elementos que compõe esse incrível drama-tragico.



Núcleo Criaturas Cênicas
Com Marcos Machado, Deusi Magalhães e Leandro Reis, Direção de Edinilson Motta Pará.

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Só esperar para ver



Segundo uma notícia local do site Net Nihonkai, o estúdio Gainax (Evangelion) está tirando fotos de paisagens da cidade de Yonagoshi para utilizar no novo projeto que está em andamento.
O produtor Akai Takami (Gurren Lagann), que estava fotografando junto, pretende demonstrar uma nova originalidade na obra, criando uma mistura de animação com live action, colocando personagens (desenhados?) nas paisagens tiradas. A obra será concluída durante o segundo trimestre de 2009.


Novas técnicas


O surgimento de novas tecnologias e sua utilização para o aprimoramento de técnicas artísticas configura um ponto positivo, quanto mais técnicas surgirem, mais diversidade haverá.
Estou na expectativa.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Resultado





Quem diria, na terra de todos os santos, segundo turno é formado por dois evangélicos, seguidores de Luis Inácio LULA da Silva, João Henrique (PMDB) Vs (PT) Valter Pinheiro.
Quem vai ganhar?? Vamos ter que esperar o segundo turno, só que não está feliz é o menino que deverá ter que ir para escola já que para prefeito só com a maior idade.
De qualquer forma nossa câmara de vereadores terá mais animação já que Leo Kret agora é membro.



Eleições 2008


Não fiz nenhum comentário sobre a corrida ao cargo de prefeito de Salvador, na verdade não acompanhei muito esse processo, mesmo assim, algumas coisas nessa disputa já marcaram nossas lembranças, como: Teve vídeo de Candidato (ACM Neto)dizendo que iria dar uma surra no Presidente, sendo que o mesmo candidato se dizia menino (“deixa o menino trabalhar”), além disso teve adversário (Hilton) dizendo que lugar de menino é na escola, o jingle de Hilton Cinqüenta (cantado até por Ivete Sangalo) e seus bordões “ACM o Neto” (candidato a prefeito e neto de Antonio Carlos Magalhães) e o “Predador Card” (uma inferência ao Salvador Card, o vale eletrônico para os transportes coletivo soteropolitano), também as brigas entre Antonio Imbassahy e o radialista e Ex-prefeito Mario Kertz; entretanto o mais extraordinário foi com certeza a busca incessante pelo apoio do Presidente Lula, quase todos os candidatos se valeram da imagem do companheiro Lula, para tentar garantir um percentual maior de votos.

Atrasos e ausências

Um blog necessita de identidade, um objetivo que o impulsione, minha tarefa aqui neste blog é na verdade encontrar um foco, para concentrar minhas postagens.
Contudo para isso, deve haver postagens, só que a falta de tempo, anda me impossibilitando de atualizar o Conexões. Porém vou fazer o que estiver ao meu alcance para manter certa regularidade.
Para isso espero que vocês considerem a partir de agora uma nova fase em nosso Conexões Infinitas, vem novidades aí.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

O melhor site do mundo



A eleição ocorreu durante o “Terceiro Encontro de Webs do mundo”, realizado em Veneza. O "City of David" possui versões em hebraico, inglês, espanhol, francês e russo. Do evento, participaram especialistas de 169 países, dos quais 10 árabes.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Valeu a prata e a garra!

Depois de um show de garra e vontade, as meninas da seleção de futebol, se despedem com uma medalha de prata.
Claro que o ouro era o ideal, mas a prata é a prova que elas vinheram e conquistaram o lugar de direito.
Já os meninos. ahhhh... Esses deixa pra lá.

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Carta Aberta à Sociedade.

Venho através desta carta aberta, denunciar e cobrar providências à respeito do crime de violência sexual contra a mulher ocorrido no dia 19 de agosto de 2008, no campus de Ondina da Universidade Federal da Bahia. O crime aconteceu pela manhã, no caminho que une a Escola de Dança ao Instituto de Letras da UFBA. Uma estudante do curso de Dança foi abordada por um homem armado, que obrigou à acompanhá-lo até o local onde a estuprou. A estudante foi socorrida por professores e encaminhada à Delegacia para prestar queixa. Lamentamos profundamente o ocorrido e disponibilizamos o nosso total apoio à vítima.

VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA A MULHERA questão de gênero merece atenção especial. A violência sexual e agressão contra mulheres dentro e fora de seu domicílio atingem índices alarmantes e, portanto, merecedores de políticas públicas eficazes por conta do Estado e de denúncias por conta da sociedade.O crime de estupro ocorrido no campus da Universidade Federal da Bahia, localiza-se entre tantos que - de forma lamentável - são cotidianamente cometidos contra a mulher.Dentro e fora da UFBA as pessoas - qualquer pessoa - necessitam de proteção.Exigimos dos órgãos responsáveis pela Segurança Pública do Estado e da Administração Central desta Universidade, as medidas de proteção e segurança necessárias. SEGURANÇA NA UFBA Não é a primeira vez que um crime de estupro é cometido nos campi da Universidade Federal da Bahia. Não é também o único caso de violência sexual ou agressão contra a mulher. Ao contrário, a UFBA tem sido cenário frequente de, além desses, crimes de assalto contra as pessoas que transitam por seus diversos campi.

Dessa maneira, faz-se necessário, com urgência, a concretização de medidas de segurança já aprovadas em Conselhos Superiores desta Universidade e ainda não implementadas pela atual Administração Central. Este crime poderia ter sido evitado caso as deliberações do Conselho Universitário já tivessem sido colocadas em prática. Acreditamos que as medidas de proteção e segurança que se fazem urgentes, não passam por entricheirar ou isolar a UFBA da comunidade (com muros, grades ou controles de acesso). Ao contrário, as medidas a serem adotadas devem vir de forma a transformar os campi da UFBA em espaços de socialização, convivência e trânsito de toda a comunidade, sem prejuízos às reservas de Mata Atlântica abrigadas nos campi. Ou seja, fazer da UFBA uma Universidade verdadeiramente Pública. Para garantir a segurança e proteção das pessoas que transitam em seus campi, defendemos a criação de uma guarda universitária de caráter preventivo, com estatuto próprio, não terceirizada, concursada, não militarizada e gerida por conselho formado entre as três categorias: professores, funcionários e estudantes.POSTURA DA ADMINISTRAÇÃO CENTRALEm declarações públicas à comunidade e à imprensa, os dirigentes máximos da Universidade Federal da Bahia tem revelado a maneira - no mínimo, desreipeitosa - com que tem tratado a questão. Em reunião com estudantes, funcionários e professores, diante da imprensa, no salão nobre da reitoria logo após ter sido cometido o crime, o vice-reitor Francisco Mesquita amenizou a gravidade da violência alegando que a vítima estava em "condições propícias ao crime".

O reitor Naomar de Almeida Filho, em matéria do Correio da Bahia de 20/08/08 apresenta dados tão somente da segurança patrimonial terceirizada, desresponsabilizando-se da segurança pessoal de toda comunidade que transita pelos campi. Acrescentou, ainda, que "cada centavo que se gasta com segurança privada representa um recurso que deixa de ser investido na melhoria do ensino", ignorando que para haver condições de ensino, pesquisa e extensão deve haver condições mínimas de trânsito nos espaços da universidade. Mais uma vez lamentamos o fato ocorrido.Estamos atentos aos espaços de discussão, construção e deliberação de políticas de segurança na Universidade Federal da Bahia.

Foi uma vergonha

Com certeza foi uma vergonha, mas não é o fim do mundo, digo isso por que aqui houve uma comoção de lágrimas.
Claro que merecidas, porém jogo é assim ganhasse uma e perde-se outras (Droga, tinha que ser pra Argentina)
Vamos nos distrair.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Posídon e Anfitrite


Triunfo de Anfitrite – pintura sobre tela – Joseph-Marie Vien 1716 -1809




Crono, o senhor do tempo, decidiu que seu reinado como governante do Universo seria eterno. Adivinhando que Geia, sua mãe, que o odiava por ter humilhado Urano, não concordaria com sua resolução, resolveu agir sozinho. Ele sabia que Geia não acreditava no poder supremo de um único governante. Ela acreditava na mudança de épocas, no eterno movimento da vida; pensava que os jovens precisavam assumir o lugar de seus pais para renovar o mundo. Certamente, Crono teria que ceder seu trono a um filho seu.Geia, outrora, havia afirmado a Crono que um de seus filhos o destronaria e tomaria seu lugar. Até mesmo o todo-poderoso Crono começava a ficar amedrontado. Ele já não tinha mais tanta certeza que seu reinado duraria para sempre, pois, horrorizado, lembrava-se da maldição do pai e temia que os próprios filhos se voltassem contra ele, conforme ele próprio havia feito contra Urano, e teria que tomar uma horrível decisão: engolir os filhos que de Réia tivesse.Engoliu inteiro a Héstia, a primeira recém-nascida, enquanto a mãe, horrorizada, sofria em prantos.

E o mesmo destino teve Deméter, e Réia foi obrigada a entregar-lhe cada criança que dela nascia. Ao nascer o terceiro filho, a desventurada Réia, com a ajuda de sua mãe, Geia, conseguiu salvar Zeus, substituindo-o por uma pedra, o Abadir, enrolada em panos, que o titã voraz não teve sequer o trabalho de desenrolar tamanha sua gula. Foi a senha para Geia conseguir salvar mais três de seus filhos: Héra foi ocultada no oceano, Hades foi substituído por uma deusa chamada Glauca, que nasceu em seguida e não pode ser poupada, e Posídon foi salvo, transformado em potro e levado a uma cocheira na terra dos Pelasgos, depois foi entregue aos cuidados dos TésquinesEnquanto alguns se viam aprisionados vivos no divino e amplo estômago de Crono, os deuses salvos cresciam e viviam em terras distantes. Posídon havia sido criado pelos Télquines e pela oceânide Cáfire, na ilha de Telquínia, que no futuro levaria o nome de Rodes. Ainda adolescente, uniu-se com Hália, uma ninfa, que era filha de Póntos, a Onda Marinha, e de Geia, a Terra, e, além dos Télquines, eram também seus irmãos os antiqüíssimos Nereus, Fórcis, Taumas, Cefeus, Euríbia e o monstro-marinho Cétos.

Com ela, teve seis filhos e uma filha, Rodes.Então, um dia, incitado por Geia, a Terra, Zeus resolveu libertar suas irmãs aprisionadas no bojo do pai Crono. Fazendo-o vomitar através de uma poção mágica preparada por Métis, o raivoso Crono partiu para cima de Zeus, quando surgiram ao seu lado seus irmãos Posídon e Hades, que instantaneamente se posicionaram para protegê-lo. Crono, então, invocou o auxílio de seus poderosos irmãos Hiperíon, Jápetos, Céos e Crios, que prontamente surgiram ao seu lado. Não podendo enfrentar os Titãs de mãos vazias, já que os Titãs eram demasiadamente poderosos, Zeus e seus irmãos retiraram-se às pressas para reunir forças. Zeus contou com o auxílio de seus irmãos e demais deuses. Não estiveram sozinhos na batalha que iriam travar. Aliaram-se a eles o poderoso filhos de Océanos, que lutavam pela ordem, pelo trabalho e pela paz, respectivamente a poderosa oceânide Estige e seus filhos Cratos, Zelos, Bia e Niqué, que foram os primeiros a prestarem auxílio a Zeus. Outro forte aliado foi um deus que gostava muito da raça humana: Prometeus, filho do titã Jápetos, que resolveu ir contra o seu próprio pai em prol da humanidade. Aconselhados por Métis, Zeus e os demais deuses escolheram como campo um lugar do monte Olimpo, e profetizou que ali haveriam os deuses de construir a sua sede, um palácio magnífico e o seu santuário.

Com a derrota dos Titãs, Zeus encerrou-os no lugar mais profundo dos Infernos, deu punição aos seus inimigos e resolveu unir-se a algumas Titânidas e com elas ter filhos: com Mnemósine teve as Musas, para cantarem a sua vitória, com Métis teve Atena, que nasceu tardiamente pela cabeça de Zeus, com Têmis teve Astréia, as Horas, as Moiras, Homónoia e as Ninfas do Erídanos. Só então Zeus casou-se com Héra, sua irmã. Em seguida, realizou a partilha do mundo, concedendo a Hades os subterrâneos e os Infernos e a Posídon todas as águas que circundam e adentram-na na Terra.A Posídon, que lhe coube pela sorte o domínio dos mares, Zeus deu-lhe de presente uma grande carruagem com a forma de concha. O carro vinha atrelado a dois seres monstruosos, metade cavalo metade serpente.— Posídon, leal herói, a ti, com teu tridente, entrego todo o governo das águas que encontrares, estejam elas nos rios, nos lagos ou mesmo nos mares. Também cabe a ti mandar na fauna e na flora que pelas águas habitam!— Levarei Deméter comigo, meu irmão! É com ela a quem vou me casar!Posídon, todo agitado, pleno de orgulho e glória, assim gritou, enquanto Deméter só ouvia, quieta em um trono, que não conseguia esconder todo o desgosto que saltava de seus olhos, em seu rosto.

Reconhecia o valor de Posídon, pois lutara ao seu lado, contudo, não tinha intenção de unir-se em matrimônio sincero, com qualquer imortal. Amava os seres humanos com muita intensidade, estranho sentimento conhecido por todos os presentes. Forte constrangimento invadiu a reunião. Brilhava o ouro do salão, refletindo em cada borda, torneado de colunas, no teto e no chão dourados, a tensão inquietante, diante daquele impasse causado pelo desejo do temido rei dos mares. Todos sabiam que Posídon, quando expressava algum pedido, falava mais em tom de mando, certo de que seu gosto haveria de ser realizado. Assim, aguardaram de Zeus mais justa e sábia palavra que trouxesse paz à partilha dos poderes, visto que temiam ver ferido o coração de Deméter. Zeus permanecia calado. E Posídon, já em seu carro, pronto para partir, ansioso para governar o seu reino, estendeu o braço na direção de Deméter, crendo que o silêncio de seu irmão lhe era o consentimento para levar a irmã.Dura, Héra encarou Zeus, feito quem exigia dele mais correta intervenção.

Assim fez Hades, e Héstia adiantou-se do trono em que estava sentada.— Meu senhor, não pode ser o que vai acontecer!— Cala-te! Não te intrometas, com a moléstia da pressa, cara Héstia, pois percebo a aflição que se passa! Seria justo o que pretende nosso irmão Posídon, se eu, a meu mando, não tivesse comigo, também, a missão de doar Deméter!Então, Zeus se dirigiu a Posídon:— Não queiras além do que quero, valente Posídon!Posídon, muito abatido por tal decisão, conteve-se e teve que aceitar. Sequer respondeu à ordem recebida. Levando em mãos o tridente, arma que usara desde as primeiras batalhas contra os Titãs, fez avançar seu carro para fora do salão real, rumo ao Oceano. Por onde passava, tremia a Terra, e gritava o Ar.Posídon, apesar de morar agora nas profundezas dos mares, tinha o poder de saber tudo o que se passava no mundo. Seu tridente lhe dava o poder de acalmar os elementos, desencadear maremotos e fazer surgir ou desaparecer as ilhas. Devido ao temor que seu poder provocava, todos tinham medo dele e nenhuma mulher queria se envolver com ele.Posídon era um deus rabujento e colérico, sempre fincando seu tridente no fundo do mar e provocando terremotos a propósito de qualquer contrariedade, a ponto de ser conhecido pelo nome de Enosigeus, “o Abalador da Terra”.

E Zeus entendia e sabia dos motivos de ser tão brutal.— “Posídon, o importuno”, eis o que é! É, não tem jeito mesmo, vamos ter de lhe arrumar uma esposa... Quem das deusas do Olimpo?Zeus pensou... pensou... e chegou a uma conclusão: haviam muitas Ninfas espalhadas pelo mar, como as Oceânides, as Nereidas e as Tritônidas. Posídon deveria escolher uma delas.— Íris!— Sim, meu pai. — Vai até o fundo do mar e traz a mim o velho Nereus.Océanos, unindo-se à sua irmã Tétis, havia tido, entre tantas Oceânides, uma filha chamada Dóris, que se casou com Nereus, filho do deus Póntos. Tiveram cinqüenta belas filhas, as Nereidas. E chamavam-se: Actéia, “a que mora nas costas”, Agave, “a nobre”, Anfitrite, Autónoe, “a que inspira”, Cálice, Cimatóloge, “a que apara as ondas”, Cimo, “a deusa da onda”, Cimódoce, “a que recolhe as ondas” ou “o marulho”, Cimótoe, Clímene, Dinâmene, “o movimento dos vagalhões”, Díone, “a deusa”, Dóris, “a dos dons”, Drimo, Érato, “a que desperta o dom do amor”, Espeio, “a que mora em cavernas”, Eucrantis, “a que traz a realização”, Eudora, “a dos bons presentes”, Eulimene, “a dom porto favorável”, Eunice, “a vitória feliz”, Eupompe, “a da boa escolta”, Evarne, Ferusa, “a que traz”, Filódoce, Galatéia, “branca como o leite”, Galena, “o tempo calmo”, Glauce, “o verde-mar”, Glaucônome, Hália, “a que mora no mar”, Hipónoe, “selvagem com a égua”, Hipótoe, “ligeira como a égua”, Ione, “a deusa da praia”, Laomedéia, “soberana do povo”, Liágore ou Evágore, “a eloqüente”, Lisianassa, “a senhora redentora”, Menipe, “a égua corajosa”, Neséia, “a que mora nas ilhas”, Neso, “a deusa da ilha”, Orítia, Pânope ou Panopéia, Pasitéia, Plóte, “a nadadora”, Polínoe, Pontoperéia, “a que viaja pelo mar”, Prónoe, “a próvida”, Protomedéia, “a primeira soberana”, Psâmate, “a deusa da areia”, Tália, “a verde”, Temiste, Tétis e Toe, “a que se move depressa”. Houve outra nereida, Doto, “a doadora”, nascida de Nereus e sua filha Galatéia.

Então, Íris, que era muito veloz, pois era alada, rumou para o mar. Recolhendo suas asas, deu um mergulho espetacular e chegou até os domínios do deus Nereus.E, mais tarde, no Olimpo...— Nereus, meu velho, que bom ver-te aqui no Olimpo outra vez! Como tens passado?Nereus, de longas e alvas barbas, suspeitava que Zeus tramava algo, e perguntou:— O que ordenas, deus supremo?Zeus pôs uma mão sobre o ombro do velho amigo e disse:— Pois bem. Quero que cedas uma de tuas filhas a meu irascível irmão. Não posso mais suportar as suas teimosias e temo que haja um confronto mais sério entre nós, caso ele não se acalme. Tu sabes, precisa de alguém que lhe aconselhe, lhe acalme, lhe dê conforto... essas coisas.— Sei. Pois não, poderoso Zeus. Podes escolher qualquer uma de minhas cinqüenta filhas.— Cinqüenta? Não eram cem?— É... podem ser cem, como podem ser mil... não importa. Seja como for, são muitas.Depois de estudar a questão, uma multidão de Nereidas foi chamada a comparecer no Olimpo, e Zeus viu-as umas mais belas que as outras. Eram todas belíssimas. Mas Zeus, depois de observar uma por uma, notou que uma delas se escondia atrás das demais, e procurava esconder-se à medida que Zeus tentava observá-la. E Zeus perguntou:— Como se chama aquela que não se deixa mostrar?— Perdoa-me, senhor, mas são muitas. Qual?— Aquela, a menos assanhada... que está bem atrás das demais. Como se chama?— Ah, é Anfitrite. Ela é um pouco tímida, sabe... Mas não te preocupes com ela, tem muitas outras que podem servir...E Zeus interrompeu-o, jubiloso:— Anfitrite será a esposa de Posídon!— Mas será que não seria melhor...— Não, não, Anfitrite será a esposa ideal.Zeus deu uma palmadinha na face enrugada do amigo, que voltou-se para a filha e olhou-a com tristeza. Anfitrite amava seu pai com tanta ternura e compreensão que para ficar em sua companhia para sempre havia decidido jamais casar-se.

Nereus, para não contrariar a vontade do rei dos deuses, concluiu:— Está bem. Manda teu irmão ele mesmo ir buscá-la. E retirou-se.No mesmo dia Zeus comunicou a escolha ao mal-humorado irmão, que decidiu, ainda assim, conhecer a sua futura noiva.— Vai com calma. As filhas de Nereus costumam ter o senso de independência muito pronunciado.Porém Posídon, que tinha o senso de prepotência ainda mais pronunciado, não se intimidou.— Onde posso ir encontrá-la?— Ela está na ilha de Strongyle, junto com suas irmãs.Posídon, confiante, partiu de seu palácio azulado no fundo do mar em direção a Strongyle, a futura ilha de Náxos, conduzindo seu carro puxado por golfinhos.Fazia um lindo dia de sol quando chegou às margens pedregosas da ilha. De fato, por cima dos grandes rochedos franjados pelas espumas do mar, lá estavam as encantadoras filhas de Nereus, algumas deitadas, descansando, enquanto outras, mais animadas, executavam os passos de uma movimentada dança. De vez em quando uma delas, estirando a longa cauda recoberta de escamas douradas, dava um mergulho repentino nas águas verdes do arquipélago: um grande borrifo verde erguia-se, então, como se elas lanças sem lá do fundo um imenso punhado de esmeraldas, que subiam, faiscando, em todas as direções.

Posídon, o senhor dos mares, boquiaberto, pasmava para aquela cena paradisíaca. E exclamou o excitado deus, tratando, em seguida, de sentar-se ligeiro em seu carro.— Verdadeiramente encantadoras...De repente, ouviu a voz de uma das Nereidas.— Hei, Anfitrite! Vem juntar-se a nós!Os olhos de Posídon voltaram-se para uma grande pedra isolada, que estava situada mais para dentro do mar. A pedra tinha o formato de um leito, magnífico trabalho de polimento operado pelas perfeccionistas Ondas, que durante séculos, com toda a calma, a haviam polido até dar-lhe aquela conformação ideal.Em cima daquele leito solitário e da cor do chumbo estava estendida a divina Anfitrite. Era uma das poucas Nereidas a ter os cabelos negros, da cor da Noite, enquanto que as escamas de sua longa cauda tinham uma brilhante cor prateada, matizada por maravilhosos reflexos azulados e cor-de-rosa que se alternavam ao menor movimento. Com as costas coladas à pedra, Anfitrite dos cabelos negros tinha a face voltada para o alto; seu braço direito, caído sobre o rosto, protegia seus olhos dos raios fortes do Sol, enquanto os peitos firmes apontavam para o céu.Posídon pensou:— “Que mulher! Se tais são seus lábios e seu nariz... como deverão ser seus divinos olhos!”Um arfar mais indiscreto do deus, contudo, despertou a atenção da formosa Anfitrite. Seu braço caiu e as pestanas de longos cílios recurvos ergueram-se, piscantes — e foi, então, como se duas estrelas houvessem se descortinado.— Divina e encantadora Anfitrite! A partir de hoje tu serás minhas esposa e a ti caberá a honra de ser, para sempre, o repositório sagrado de meu divino sêmen.Anfitrite, assustada ao ver ao seu lado o deus verde do mar, de longos cabelos recobertos de mariscos e uma barba hirsuta tostada pelo Sol, deu um ágil mergulho para dentro da água.

Posídon ainda conseguiu agarrar um pedaço de sua cauda, mas as escamas lisas escorregaram por entre seus dedos, até surgir a grande e quase transparente barbatana, leve e fremente como um leque, que lhe deu uma bofetada, antes de desaparecer nas ondas.— Para onde foi...?E Posídon perdeu-a de vista. Percorreu todos os lugares próximos dali, foi procurá-la inúmeras vezes no palácio de Nereus, nas profundezas do mar, mas ninguém sabia dizer onde ela estava. Anfitrite havia sumido e foi esconder-se nos confins da Terra, perto de onde o titã Átlas sustentava o firmamento sobre os ombros.Irado, Posídon começou a sapatear e a bater ferozmente com seu tridente por toda parte, demolindo os imensos rochedos subterrâneos e provocando, com isso, terríveis maremotos na superfície dos oceanos. Ondas imensas eram cuspidas para o alto e montanhas inteiras arremessadas para as costas das aldeias litorâneas, levando o pânico a todos os mortais.Finalmente, Zeus, no último limite da aflição, ordenou a Nereus que revelasse o local onde Anfitrite fora se ocultar. O pobre velho não sabia, mas sua esposa Dóris, como toda boa mãe, sabia.Depois de um sem-número de pedidos, Zeus finalmente conseguiu obter da mãe das Nereidas o que as súplicas do velho marido não tinham podido alcançar. Disse-lhe Zeus:— Somente as carícias de tua divina filha poderão suavizar o rude temperamento de meu irmão.

E quando isto acontecer, e a crosta primitiva de meu irmão houver caído, verá ela que se casou com um homem gentil e atencioso, além de ter se tornado rainha de todo um império.E resmungou a mãe de Anfitrite:— Rainha de todo um império...Anfitrite havia-se também recusado casar-se com Posídon, porque temia ser forçada a viver longe de seus pais e de suas irmãs. Entendendo seu ponto de vista, que era muito justo, ainda assim teve que ceder, embora deixasse bem claro que não fazia questão alguma que sua filha se tornasse uma rainha.Dóris revelou o lugar do esconderijo de sua filha. Desesperado, Posídon, com medo de assustar novamente sua futura esposa, pediu ajuda a seus súditos, os animais marinhos, a fim de localizá-la e prepará-la. Atendendo ao apelo do seu senhor, incentivados por Zeus, dois golfinhos localizaram Anfitrite e conseguiram convencê-la a ouvir o que o deus pretendia dizer-lhe. E Anfitrite, percebendo que não havia saída, aceitou. E os golfinhos retornaram para buscar Posídon, que rumou para lá, silenciosamente, montado em um discreto golfinho.Dentro de uma caverna, oculta por uma floresta de líquens, estava a assustada nereida, quando Posídon, pé ante pé, adentrou o recinto, desta vez com suas barbas lustrosas e perfumadas.— Anfitrite adorada! Vem comigo, e garanto que não terás jamais motivos para te queixares de mim.Posídon parecia realmente mudado: trajado modestamente, sem aquele ar arrogante que o caracterizava, havia deixado em casa até o seu horroroso tridente. Anfitrite, cautelosa, estudou ainda, longamente, o aspecto do deus. Depois, ainda indecisa sobre se deveria ou não aceitar aquela proposta, perguntou, amuada:— E quanto àquele negócio de “meu repositório de sêmen”?Posídon baixou os olhos.— Oh, não, esquece esta bobagem! Tu serás, para sempre, apenas o repositório de minha divina devoção e meu divino afeto.Ainda mais corado por aquele sorriso de superioridade da ninfa,

Posídon enterrou as unhas nas palmas das mãos e resolveu voltar ao velho estilo:— Vem, vamos de uma vez, minha rainha!E encurralou-a na parede da gruta úmida e deu-lhe um beijo intenso e apaixonado.Depois levou-a nos braços até o golfinho, e retornaram para o palácio de Posídon, onde, então, foi preparada uma grandiosa festa de casamento. Desde então, passaram a governar felizes o imenso império dos mares.Tal acontecimento, fez Posídon esquecer-se de Deméter por algum tempo, e, em agradecimento, o deus intercedeu junto a seu irmão Zeus que imortalizou os dois golfinhos que o ajudaram nas Constelações. Anfitrite foi viver em um majestoso palácio de safira que havia no fundo do mar Arquipélago, não muito longe da costa onde ficava a cidade de Égas, no norte da Acaia, onde haviam-lhe erguido um santuário. Longe, acima das águas, as tempestades varriam as superfícies dos mares, mas nas profundezas a paz era eterna. Grupos de Ninfas ficavam à disposição de Anfitrite para realizar-lhe todos os desejos.Em um carro puxado por quatro corcéis imortais, a deusa sempre que quisesse passeava sobre as ondas ao lado do marido. E quando o casal passava, as ondas se abriam, as aves marítimas voejavam acima de suas cabeças e os golfinhos brincavam alegres nas águas azuis.Em seus passeios, Posídon e Anfitrite eram quase sempre acompanhados por um grupo de deuses marinhos. Entre eles estavam Nereus e as Nereidas.

Nereus era o grande adivinho dos oceanos, aquele que nunca mentia e só dizia a absoluta verdade aos homens. Entre eles, também, acompanhava-os o fruto de sua união: Tríton, e dezenas de Ninfas suas filhas. Tríton soprava sua concha, cujo barulho ensurdecedor provocava grandes tempestades. O velho Proteus também passeava com eles. Proteus não gostava que as pessoas soubessem de seus dotes de vidente e fugia dos curiosos.Além de Proteus, Posídon e Anfitrite tiveram ainda duas filhas, Rode e Bentesícime. Porém, Anfitrite recebeu de seu marido tantos motivos de ciúme quanto Zeus dera à rainha Héra, com seus casos amorosos com deusas, Ninfas e mortais.Quanto aos golfinhos que auxiliaram Posídon a conquistar Anfitrite, Zeus, muito grato, homenageou-os fazendo surgir nos Céus uma constelação: a do Delfim

Como caminha a minha humanidade?


Mais uma vez a coisas voltam ao seu estado, quase, natural.... Bem minha faculdade retornou e com ela todos meus plano elaborados para esse inicio de semestre letivo, foram por agua a baixo.
Ainda estou na expectativa de minha entrevista, mas quanto mais tempo passa sem uma resposta vou perdendo as esperanças.
Entretanto como diria nosso excelentíssimo senhor Presidente da republica: "A luta continua, companheiro!"
Bola para frente.

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Desafio


Peço o pensamento positivo para uma entrevista que farei amanhã
sei que vai ser difícil, e irei procurar não me abater
mas estou confiante.
Bem... É isso aí, cabeça erguida e bola para frente e muita fé.

Curiosidades


Em todos os idiomas europeus, a palavra NOITE é formada pela letra N + o número 8...
A letra N é o símbolo matemático de quantidade infinita (exemplos: "n" dimensões ou "n" espaços) e o 8 deitado também simboliza infinito, ou seja, noite significa, em todas as línguas, a união do infinito!!!
Português: noite = n + oito
Inglês: night = n + eight
Alemão: nacht = n + acht
Espanhol: noche = n + ocho
Francês: nuit = n + huit
Italiano : notte = n + otto

terça-feira, 5 de agosto de 2008

segunda-feira, 4 de agosto de 2008


Quando o casamento parecia a caminho de se tornar obsoleto, substituído pela coabitação sem nenhum significado maior, chegam os gays para acabar com essa pouca-vergonha.


Luis Fernando Veríssimo

domingo, 3 de agosto de 2008

Pelo menos 140 pessoas morreram neste domingo, entre elas 40 crianças, durante um tumulto em um templo no nordeste da Índia




Pelo menos 140 pessoas morreram neste domingo, entre elas 40 crianças, durante um tumulto em um templo no nordeste da Índia, segundo informações da polícia local.
O incidente aconteceu no templo hindu de Nainadevi, que fica no topo de uma montanha no estado de Himachal Pradesh, a 255 quilômetros da capital Nova Délhi.

Dezenas de feridos foram levados para hospitais das redondezas.

Segundo o correspondente da BBC em Delhi Damian Grammaticas, centenas de fiéis se dirigiam ao local para participar do festival religioso de Shravan Navratras.

Eles subiam uma trilha estreita de quatro quilômetros quando uma marquise desabou. O medo de que houvesse deslizamentos de terra provocou pânico e correria.

Sem poder se deslocar, dezenas de fiéis ficaram espremidos em um pequeno trecho da trilha e acabaram morrendo asfixiados. Outras vítimas, muitas delas crianças, morreram pisoteadas por fiéis que tentavam se segurar nos escombros e escapar do local.

De acordo com o correspondente, 50 mil pessoas são esperadas no evento religioso, que começou no sábado e tem duração de nove dias.

Tumultos em templos indianos são freqüentes durante festivais religiosos. Desde o início do ano, três incidentes similares já mataram seis pessoas.

O governador do Estado de Himachal Pradesh disse que vai ajudar as famílias das vítimas.

quinta-feira, 31 de julho de 2008

EXERCITANDO SEU CÉREBRO

Para quem gosta de exercitar a mente, ou testar sua capacidades mentais, encontrei um bom desafio de óptica no Saindo da Matrix, vale a pena conferir.

terça-feira, 29 de julho de 2008

A China entre o 4 e o 8


Por superstição, os chineses não gostam do número 4 porque o som do 4 em chinês é parecido com o som da palavra “morte”. Por isso, evita-se o 4 em diversas situações, até mesmo nos prédios, que não possuem os andares 4, 14 e 24. Até o andar número 13 é suprimido uma vez que 1+3=4.
Por outro lado, o número 8 é considerado de sorte porque sua pronúncia se assemelha à da palavra “prosperidade”. A atração pelo 8 é comprovada pela data escolhida para abertura das Olimpíadas de Pequim - 8/8/08, às 8h08. Isso que é chamar a sorte! Resultado prático da suspertição: no comércio, as coisas com 4 são mais baratas, e as com 8, mais caras.

Tao Te King VII

“O céu subsiste e a terra permanece.Por que subsiste o céu e permanece a terra?Porque eles não vivem para si próprios.É isto que o faz durar.
O sábio põe-se em último lugar.Assim é colocado à frente.Negligencia o seu eue o seu eu conserva-se.Porque é desinteressado,os seus próprios interesses são preservados.”
Tao Te KingLao Tse

Para mim

Um conto Zen:
“Durante a era Meiji, o mestre japonês Nan-In recebeu um professor universitário que veio lhe inquirir sobre o Zen. O professor iniciou um longo discurso intelectual sobre suas dúvidas.
Enquanto isso, o mestre Nan-In servia o chá. Ele encheu completamente a xícara de seu visitante, e continuou a enchê-la, derramando chá pela borda.
O professor, vendo o excesso se derramando, não pode se conter e disse: – Está muito cheio. Não cabe mais chá!
Nan-in respondeu:– Assim como esta xícara, você está cheio de suas próprias opiniões e especulações. Como posso eu lhe demonstrar o Zen sem você primeiro esvaziar sua xícara?”

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Caminhos dos Poderes Animais

Joseph Campbell

Os mensageiros animais, enviados pelo Poder Invisível, já não servem mais, como nos tempos primevos, para ensinar e guiar a humanidade. Ursos, leões, elefantes, lobos e gazelas estão nas jaulas de nosso zoológicos. O homem não é mais o recém-chegado a um mundo de planícies e florestas inexploradas, e nossos vizinhos mais próximos não são as bestas selvagens, mas outros seres humanos, lutando por bens e espaço, num planeta que gira sem cessar ao redor da bola de fogo de uma estrela. Nem em corpo nem em alma habitamos o mundo daquelas raças caçadoras do milênio paleolítico, a cujas vidas e caminhos de vida, no entanto devemos a própria forma dos nossos corpos e a estrutura das nossas mentes. Lembranças de suas mensagens animais devem estar adormecidas, de algum modo, em nós, pois ameaçam despertar e se agitam quando nos aventuramos em regiões inexploradas. Elas despertam com o terror do trovão. E voltam a despertar, com uma sensação de reconhecimento, quando entramos numa daquelas grandes cavernas pintadas. Qualquer que tenha sido a escuridão interior em que os xamãs daquelas cavernas mergulharam, em seus transes, algo semelhante deve estar adormecido em nós, e nos visita à noite, no sono.

É preciso coragem para fazer aquilo que você deseja. Outras pessoas têm um monte de planos para você. Ninguém quer que você faça o que você quer fazer

Como disse no post: Na Deprê, estou meio pra baixo, então resolvi busca na net, algum coisa que chamasse minha atenção, nessa navegação sem rumo, caí no site: http://www.terramistica.com.br/, muito legal.
E encontrei um artigo relacionado a falta de rumo, ou pelo menos a busca por razões erradas, de Joseph Campbell (SOBRE JOSEPH CAMPBELL: Em março de 2004 comemorou-se o Centenário de Nascimento de Joseph Campbell. Pesquisador, professor e escritor, Campbell foi um dos grandes intérpretes do mito do nosso tempo, fazendo-nos ver que os mitos não são histórias "de ontem" ou de deuses esquecidos, mas renovam-se diariamente como nossos sonhos e nossas energias.), bem.. Leiam o artigo e depois reflitam.

Reflexões sobre a arte de viver



Joseph Campbell


Se você quer um título universitário para compensar um complexo de inferioridade, abra mão do complexo, pois ele é algo artificial.

Quando você cursa uma universidade, não faz aquilo que você quer fazer. Você descobre o que o professor quer que você faça para receber o diploma e faz isto. Se você quer o título para dar aulas, o ideal é fazer o curso da maneira mais rápida e fácil. Tendo recebido o diploma, aí você expande a sua educação.

Recebi uma bolsa de estudos na Europa, e fui cursar a Universidade de Paris. Estava dedicando-me ao francês e ao provençal medievais e à poesia dos trovadores. Quando cheguei à Europa, descobri a Arte Moderna: James Joyce, Picasso, Mondrian - toda aquela turma. Paris, em 1927-1928, era outra coisa. Depois, fui à Alemanha, comecei a estudar Sânscrito e me envolvi com o hinduismo. Depois Jung enquanto estudava na Alemanha. Tudo estava se abrindo - deste lado, daquele lado. Bem, a minha dúvida na época foi: "Devo voltar para aquela garrafa?" Meu interesse pelo romance celta se fora.

Fui à universidade e disse: "Olha, não quero voltar para aquela garrafa". Tinha feito todas as matérias necessárias para o título; só precisava redigir a maldita tese. Não me deixavam ir para outro lugar e dar prosseguimento aos estudos, e por isto eu disse, vão para o inferno. Mudei-me para o campo e passei cinco anos lendo. Nunca tirei meu Ph.D. Aprendi a viver com absolutamente nada. Estava livre e não tinha responsabilidades. Foi maravilhoso.

É preciso coragem para fazer aquilo que você deseja.

Outras pessoas têm um monte de planos para você.

Ninguém quer que você faça o que você quer fazer.

Eles querem que você embarque na viagem deles, mas você pode fazer o que quiser.

Eu fiz isto. Fui para o mato e li durante cinco anos.

Foi entre 1929 e 1934, cinco anos. Fui para uma pequena cabana em Woodstock, Nova York, e mergulhei. Tudo que fazia era ler, ler, ler, e tomar notas. Foi na época da Grande Depressão. Eu não tinha dinheiro, mas havia uma importante distribuidora de livros em Nova York chamada Stechert - Hafner, e eu escrevia e pedia livros para eles - os livros de Frobenius eram caros - e eles me mandavam alguns exemplares, e eu não pagava. Era assim que as pessoas agiam durante a Depressão. Eles esperaram até eu conseguir um emprego, e então eu os paguei. Foi um gesto muito nobre. Fiquei realmente grato por eles.

Li Joyce, e Mann e Spengler. Spengler fala de Nietzsche. Vou a Nietzsche. Então, descubro que não se pode ler Nietzche sem ter lido Schopenhauer, e por isso vou a Schopenhauer. Descubro que não se pode ler Schopenhauer sem ter lido Kant. Então, vou a Kant.- bem, concordo, você pode começar daqui, mas é bem difícil. Depois Goethe.

Era excitante ver que Joyce estava na verdade, lidando com o mesmo material. Ele nunca menciona o nome de Schopenhauer, mas posso provar que esse foi uma figura importante na forma como Joyce construiu seu sistema.

Depois leio Jung e vejo que a estrutura de seu pensamento é basicamente a mesma de Spengler, e fico reunindo todo este material.

Não sei como passei esses cinco anos, mas estava convencido de que ainda sobreviveria a mais alguns. Lembro-me de uma ocasião em que tinha uma nota de um dólar na gaveta de uma cômoda, e eu sabia que enquanto ela estivesse ali, eu ainda contaria com meus recursos. Foi bárbaro. Eu não tinha responsabilidade, nenhuma. Era excitante - escrever meus comentários no diário, tentar descobrir o que eu queria. Ainda tenho tudo isto. Quando leio esse material hoje, não consigo acreditar. Na verdade, houve momentos em que quase pensei - quase pensei - "Caramba, gostaria que alguém me dissesse o que eu tenho de fazer", algo assim Ser livre, implica tomar decisões, e cada decisão é uma decisão que altera o destino. É muito difícil encontrar alguma coisa no mundo exterior que se ajuste ao que o sistema dentro de você tanto anseia. Hoje, sinto que tive uma vida perfeita: aquilo de que precisava apareceu justamente quando eu precisava. Na época, eu precisava viver sem emprego durante cinco anos. Isso foi fundamental.


Como diz Schopenhauer, quando você analisa sua vida em retrospecto, tem a impressão de que seguiu um enredo, mas, no momento da ação, parece o caos: uma surpresa atrás da outra. Depois, mais tarde, você vê que foi perfeito. E tem uma teoria: se você estiver seguindo seu próprio caminho, as coisas virão até você. Como é seu próprio caminho, e ninguém o percorreu antes, não existe um precedente; logo, tudo que acontece é uma surpresa, e na hora certa.

Anima Mundi



Um dos festivais de cinema mais celebrados da agenda cultural de São Paulo segue até domingo com um verdadeiro banquete de atrações para quem gosta das produções do gênero ?Animação?. Terceiro maior evento do segmento no mundo, o Anima Mundi deste ano trouxe ao todo 441 filmes de 42 países, sendo 74 deles animações brasileiras. A competição de longas-metragens tem como destaque o dinamarquês Princess, que está na programação de amanhã da Fundação Memorial da América Latina. No sábado, serão exibidos a superprodução norte-americana Delgo, de Marc F. Adler e Jason Maurer, Idiots and Angels, do veterano Bill Plympton, e o brasileiro Belowars, do diretor paranaense Paulo Munhoz.
Na sessão de curtas, vale conferir nas programações de amanhã e sábado o filme da Disney Como Montar um Home Theater; o novo desenho da série do Pateta; além da produção francesa em 3D Blind Spot e dos trabalhos brasileiros Animadores, de Allan Sieber (Deus é Pai) e Cânone para 3 Mulheres, de Carlos Eduardo Nogueira (Yansã). Sábado e domingo será exibido Passo, novo curta de Alê Abreu (Garoto Cósmico). São 17 sessões que reúnem dezenas de curtas-metragens imperdíveis. Há produções para crianças e temas sérios, como a destruição ambiental tratada de maneira nunca antes vista no cinema. Tem também brasileiro falando dos problemas urbanos em favelas e da violência.
Para quem gosta de animação cult, vale conferir, no domingo, o franco-belga La Svedese, de Nicolas Liguori, que narra de forma onírica o romance da atriz sueca Ingrid Bergman com o diretor italiano Roberto Rossellini. No mesmo dia, a mostra infantil tem como destaque o russo Tiny Fish, uma animação de recortes que lembra um livro ilustrado, e o uruguaio La Canilla Perfecta, em stop-motion - técnica de animação com massinhas de modelar.
Uma novidade para a edição deste ano é a apresentação, no domingo, de uma seleção especial de filmes de animação do Open Cinema, o maior festival internacional de curtas-metragens da Rússia. Entre os workshops, o destaque fica para o grupo japonês Tochka - que realiza as famosas animações Pikapika -, no qual as pessoas desenharão com lanternas e luzes coloridas. O workshop acontece no sábado. Para participar, é preciso enviar um e-mail para pikapika@animamundi.com.br . As informações são do Jornal da Tarde.

Anima Mundi. Até domingo. Fundação Memorial da América Latina (Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664, 3823-4600, das 11h às 24h, ingressos entre R$ 1,50 e R$ 6) e Centro Cultural Banco do Brasil (Rua Álvares Penteado, 112, 3113-3651, das 13h às 19h, ingressos entre R$ 2 e R$ 4). Informações sobre os filmes, programação e classificações indicativas disponíveis no site http://www.animamundi.com.br/.

Filmes selecionados

ANIMA MUNDI chega à 16a. edição com mais de 1200 animações enviadas para pré-seleção!

Animação em Curso - Não Competitiva

BAD HABIT, LITTLE RABBIT - christian effenberger - Alemanha

MILBE - karl tebbe - Alemanha

NACHKOMMEN - heiko van der scherm, patrick s. cunningham - Alemanha

RED RABBIT - egmont mayer - Alemanha

ANIMAL INSTINCTS - cameron edser and michael richards - Austrália

RUBRA FLOR - matheus maciel - Brasil

SYNAPSE - arthur de padua, alexandre nacari, felipe pellisser, wendel yokoyama - Brasil

ESSA MOÇA - adriana mota - Brasil/Reino Unido

PAUX DE TROIS - anne louise laugesen - Dinamarca

A FAERY'S TALE - sylvia apostol - Estados Unidos

FISH - hyun jeen lee - Estados Unidos

THE BIG UPGRADE - james dick - Estados Unidos

LIGHT MY FIRE - martinus klemet - Estônia

ARDENT MARTYR - heli ellis - Finlândia

CANCRE - romain berthou, sophie burie, laurent covet - França

CRASH TEST - ah-khoon didier, dusart olivier, fouquart agnes, mattera etienne, rouby-serieis gaelle, toselli carlo, trystram martin - França

ENTERRE POUR DE VRAI - boerjan, delaunay, lion - França

HOLD DUCK - maxime vannienschoot et thomas delache - França

JOTUN - jean-denis coindre, vladimir eskandari,françois mauge, vincent schneider - França

LE PIANO PERCHÉ - smon lacalmontie - França
MUSICOTHÉRAPIE - amael isnard, manuel javelle, clément picon - França

ORACLE - lens, buisson, legranche, desnoyelles - França

PROTHÈSE - marc largier - sylvain salame, aurelien boutonnet - França

QUAND REVIENT LA MOUSSON - benjamin beal, mikael brosset, benjamin fournet, cynthia guilpin - França

TÊTE À TÊTE - osman cerfon - França

BEASTS - dirk verschure - Holanda

GARY & MILDRED - rivka press - Israel

GOLEM - alon boroda and ron nadel - Israel

KTZE CHUT - orit Shimon - Israel

STEPS - eran lazar - Israel

SYNCOPA - sefi giego - Israel

TENDER WATERS - assaf benharroch - Israel

FAVELADOS - laurent rossi, victoria davies - Reino Unido

KEITH REYNOLDS CANT MAKE IT TONIGHT - felix massie - Reino Unido

LENNY LOOP'S TRIP OUT - laurence gascoigne - Reino Unido

MIKKY & ME - chris halls - Reino Unido

NOTHING HAPPENED TODAY - reka gacs - Reino Unido

OPERATOR - matthew walker - Reino Unido

OUR FOOTSTEPS IN THE LEAVES - benjamin sanders - Reino Unido

PERPLEXUS - gavin dean - Reino Unido

PROCRASTINATION - johnny kelly - Reino Unido

TWENTY QUESTIONS - nuno costa - Reino Unido

DVORNIK NA LUNE - konstantin golubkov - Rússia

WHAT'S NEXT? - adrian flückiger, claudia röthlin - Suíça

Curta-Metragem - Competição

THE TALE OF HOW - the blackheart gang - África do Sul

PETERS PRINZIP - kathrin albers, jim lacy - Alemanha

POST! - matthias bruhn and christian asmussen - Alemanha

SEEMANNSTREUE - anna kalus - Alemanha

THEY WILL COME TO TOWN - thilo ewers - Alemanha

EL EMPLEO - santiago bou grasso - Argentina

FEAR - agustin graham - Argentina

LOS PECADORES - pablo polledri - Argentina

GLOBAL WARMING - sheldon lieberman, igor coric - Austrália

MUTT - glen hunwick - Austrália

ADMINISTRATORS - roman klochkov - Bélgica

DE ZWEMLES - danny de vent - Bélgica

DJI VOU VEU VOLTI - benoit feroumont - Bélgica

ORGESTICULANISMUS - mathieu labaye - Bélgica

LA VITA NUOVA - arnaud demuynck and christophe gautry - Bélgica/França

LE PONT - vincent bierrewaerts - Bélgica/França

ANIMADORES - allan sieber - Brasil

CALANGO LENGO - MORTE E VIDA SEM VER ÁGUA - fernando miller - Brasil

CÂNONE PARA 3 MULHERES - carlos eduardo nogueira - Brasil

CASA DE MÁQUINAS - maria leite e daniel herthel - Brasil

CODA - marcos camargo - Brasil

DOSSIÊ RÊ BORDOSA - césar cabral - Brasil

ENTRADA PARA O SUCESSO - daniel bydlowski e marcos casilli - Brasil

MARIA FLOR - camila carrossine - Brasil

O DESPEJO - OU... MEMÓRIAS DE GABIRU - sergio glenes - Brasil

O JUMENTO SANTO E A CIDADE QUE SE ACABOU ANTES DE COMEÇAR - william paiva e leo d. - Brasil

O TRAMBOLHO - andré rodrigues - Brasil

PAJERAMA - leonardo cadaval - Brasil

PASSO - alê abreu - Brasil

SIRIGUI - gabriel alves de almeida - Brasil

VOLTAGE - william paiva e filippe lyra - Brasil

MONKEY JOY - amir admoni - Brasil/Holanda

POJAR - bilyana ivanova - Bulgária

AT THE QUINTE HOTEL - bruce alcock - Canadá

COME AGAIN IN SPRING - belinda oldford - Canadá

ENGINE 371 - kevin langdale - Canadá

ISABELLE AU BOIS DORMANT - claude cloutier - Canadá

KEY LIME PIE - trevor jimenez - Canadá

MADAME TUTLI-PUTLI - chris lavis, maciek szczerbowski - Canadá

PARADISE - jesse rosensweet - Canadá

SAINTE BARBE - cédric louis, claude barras - Canadá/Suíça

EN AGOSTO - andres barrientos, carlos andres reyes - Colômbia

DOWN THE ROAD - rune christensen - Dinamarca

FRA ALASKA TIL KENYA - lars hummelshøj, maahir pandie, jens christian larsen, rune ryberg - Dinamarca

OFFICE NOISE - mads johansen,torben søttrup, karsten madsen, lærke enemark - Dinamarca

OTTO OG STELLA - jeppe sandholt, bjarne nielsen, jannick grool, slaven reese, benjamin brokop, susanne olesen - Dinamarca

THINGS YOU THINK - LOVE - karsten kiilerich - Dinamarca/Alemanha

STYRI - ivana sebestova - Eslováquia

NICO & TINA - rodolfo pastor - Espanha

24 FRAMES - brad pattullo - Estados Unidos

BUNNYHEADS - jim blashfield - Estados Unidos

DOXOLOGY - michael langan - Estados Unidos

GLAGO'S GUEST - chris williams - Estados Unidos

HOT DOG - bill plympton - Estados Unidos

HOW TO HOOK UP YOUR HOME THEATER - kevin deters, stevie wermers-skelton - Estados Unidos

PUPPET - patrick smith - Estados Unidos

SENSORIUM - karen aqua, ken field - Estados Unidos

UNPREDICTABLE BEHAVIOUR - ernst weber, pasha shapiro - Estados Unidos

KLEIT - jelena girlin,mari-liis bassovskaja - Estônia

LÕPUÕHTU - hardi volmer - Estônia

MARATON - kaspar jancis - Estônia

893 - thomas castellani, yves d'incau, clément renaudin, eric toubal - França

AL DENTE - jean-françois barthelemy, maël francois, carlos felipe leon ortiz - França

BERNIE'S DOLL - yann jouette - França

BLIND SPOT - johanna bessiere, cecile dubois herry, simon rouby, nicolas chauvelot, olivier clert, yvon jardel - França

BOLIDES - françois-xavier bologna, théophile bondoux, lyonel charmette, vincent le ster - França

CAMERA OBSCURA - matthieu buchalski, jean-michel drechsler, thierry onillon - França

DEMAIN - christophe alenda - França

D'UN PEU PLUS LOIN - françois-marc baillet - França

JUNGLE JAIL - nguyen van lan, palermo, arnoux, cierzniak - França

LA QUEUE DE LA SOURIS - benjamin renner - França

LA SAINT FESTIN - annelaure daffis, leo marchand - França

LA TÊTE DANS LES FLOCONS - bruno collet - França

LE COEUR EST UN MÉTRONOME - jean-charles mbotti malolo - França

LE JOUR DE GLOIRE... - bruno collet - França

L'HOMME À LÁ TÊTE DE POULE - sylvain jorget, axel morales, mathias rodriguez - França

MAMAN JE T'AIME - mickael abensur, antoine collet, damien dell'omodarme - França

MARIN - alexandre bernard, pierre pages, damien laurent - França

MONSIEUR COK - franck dion - França

OKTAPODI - julien bocabeille, françois xavier chanioux, olivier delabarre, thierry marchand, quentin marmier, emud mokhberi - França

PREMIER VOYAGE - grégoire sivan - França

QUIDAM DÉGOMME - rémy schaepman - França

REPLAY - boumediane, delmeule, voisin, felicite-zulma - França

SWITCH - jean-julien pous and pierre prinzbach - França

THE COLD RUSH - rémi certhoux, simon corbaux, mikael lynen, tristan urbin - França

VOODOO - romain baudy, ludovic bouancheau, liane cho han, yann le gall, marietta ren, sebastien wojda - França

ERGO - géza m. tóth - Hungria

KJFG NO. 5 - alexei alexeev - Hungria

LEVELEK - ferenc cakó - Hungria

LIFE LINE - tomek ducki - Hungria

IMMEASURABLE - gergely cziraki - Hungria/Reino Unido

MAHI - mahmoud fakhrinejad - Irã

BLIND MAN'S EYE - matthew talbot kelly - Irlanda

DING DONG DENNY O'REILLY'S HISTORY OF IRELAND - cathal gaffney - Irlanda

THE CRUMBLEGIANT - john mccloskey - Irlanda

AFUY LEMECHETZA - nadan pines - Israel

BETON - ariel belinco and michael faust - Israel

MOON SEEK - dafna cohen and elad dabush - Israel

ONAT HACHAMUTZIM - ronen zhurat - Israel

FRANZ KAFKA INAKA ISHA - koji yamamura - Japão

KODOMO NO KEIJIJOGAKU - koji yamamura - Japão

LA MAISON EN PETITS CUBES - kunio kato - Japão

S.I.T.E - pablo orlowsky - México

JANUS - linda fagerli sæthren - Noruega

REFRENY - wiola sowa - Polônia

SNIADANIE - izabela plucinska - Polônia

CÃES, MARINHEIROS - joana toste - Portugal

CÂNDIDO - zepe - Portugal

A-Z - sally arthur - Reino Unido

CONFESSIONS OF A SCHOOLBOY - david gray, bjorn-erik aschim - Reino Unido

DONT LET IT ALL UNRAVEL - sarah cox - Reino Unido

HARMONIX 'ROCKBAND' - pete candeland - Reino Unido

JOHN AND KAREN - matthew walker - Reino Unido

THE PEARCE SISTERS - luis cook - Reino Unido

THE WEATHERMAN - will becher - Reino Unido

THROWAWAY - sandra ensby - Reino Unido

TIME IS RUNNING OUT - marc reisbig - Reino Unido

YOURS TRULY - osbert parker - Reino Unido

CHRISTMAS IN TAXI - jo young-kwang - República da Coréia

EDEN - hye won kim - República da Coréia

LOOK AROUND - lee kyu-tae - República da Coréia

WANTED - woonki kim - República da Coréia

COOK, MUG, COOK! - jirí barta - República Tcheca

I AM BIGGER AND BETTER - martin duda - República Tcheca

MS. G - michal žabka - República Tcheca

PLASTIC PEOPLE - pavel koutský - República Tcheca

BEDNY YORICK - sergey gordeev - Rússia

DIE SEILBAHN - claudius gentinetta co-directed by frank braun - Suíça

THE BELLRINGER - dustin rees - Suíça


Futuro Animador - Não Competitiva

MISIÓN ESPACIAL - facundo rodríguez valsagna, matías schaab, agustín morini, franco zampar - Argentina

OTRA RONDA - juan ignacio gudiño, santiago agostinelli - Argentina

LEILA - louise-marie colon - Bélgica/Burkina Fasso

A PESCARIA - talvanes moura - Brasil

A VOLTA NO TEMPO - siddharta fernandes - Brasil

AV. CENTRAL - prof. isabel domingues - Brasil

BRINCANDO DE IMAGINAR - rafael rodrigues de souza e renato de souza - Brasil

DESTRUIÇÃO DAS FLORESTAS - siddharta fernandes - Brasil

DIÁRIO DE BORDO - alessandra de pinho almeida barbosa - Brasil

ELE - alunos da rede municipal de ensino de vitória - Brasil

ENTRE SONHOS E MANGÁS - renata mayer de moraes - Brasil

MASSACRE DE APONTAVILLE - anderson meneses - Brasil

NOSSA ESCOLA - amália maria mattos de araújo - Brasil

O ACIDENTE! - professora elisa - Brasil

O DIA QUE A CIDADE ACORDOU - ariane piñeiro, renê schutz e thiago lessa - Brasil

O PAI E.T. À PROCURA DE SEU FILHO - alunos da rede municipal de ensino de barra mansa - Brasil

O SOL E A CHUVA - laura bezerra lima - Brasil

PASSEIO AO ZOOLOGICO - amália maria mattos de araújo - Brasil

RIO CANOAS - wilson lazaretti e maurício squarisi - Brasil

RIO DA ONÇA PRETA - wilson lazaretti e maurício squarisi - Brasil

SOY LOCO POR TI - alunos do núcleo de artes nise da silveira - Brasil

SURF - eliana paula batista de moura - Brasil

TUDO ACABA EM PIZZA - alunos da escola municipal santos dumont - Brasil

ULIVERSO - ulisses sato - Brasil

YUME-MITERU - camila yumi iwamura - Brasil

ZÉ, O DESATENTO - maurício squarisi - Brasil

A HISTÓRIA DA SEMENTINHA - alunos da escola eb1 da torrinha, anilupa - Portugal

UM MUNDO MELHOR - crianças da escola joão de deus, anilupa - Portugal


Infantil - Competição

ABOUT HATE, LOVE AND THE OTHER ONE - tobias bilgeri - Alemanha

EIN SONNIGER TAG - gil alkabetz - Alemanha

MUSS MAL PIPI - alexandra schatz - Alemanha

TOMTE TUMMETOTT UND DER FUCHS - sandra schiessl - Alemanha

2METROS - javier mrad, javier salazar, eduardo maraggi - Argentina

FISHING MAN - sheldon lieberman, han seoung moo -Austrália

MILA RACONTE MILLE ET UNE HISTOIRES : LE TOUPOULOUPOU - virgile trouillot - Bélgica/França

UNE GIRAFE SOUS LA PLUIE - pascale hecquet - Bélgica/França

A LINDA ROSA JUVENIL - wagner de freitas - Brasil

ATIREI O PAU NO GATO - sergio glenes - Brasil

CASINHA DE CUPIM - horácio young jr. - Brasil

COMO PODE VIVER O PEIXE - frata soares - Brasil

ENTREI NA RODA - eduardo duval - Brasil

JARDIM DAS CORES - guilherme reis - Brasil

MAIÔ DE BOLINHAS - mariana caltabiano - Brasil

O POVO ATRÁS DO MURO - marconi loures de oliveira - Brasil

RUA DAS TULIPAS - alê camargo - Brasil

SEU LOBO - humberto avelar - Brasil

CAUCHEMAR À L'ÉCOLE - catherine arcand - Canadá

GREAT AMBITION - malcolm sutherland - Canadá

BERTRAM - lára gardarsdottir, michael hall mauritzen, karen rohde johansson - Dinamarca

DHARMA DREAM EATER - rasmus møller, edda kristindottir - Dinamarca

GIRL AND ROBOT - mads dam jakobsen - Dinamarca

EL CUENTO DE LA MUERTA VIVA TONTA, LA GEDENTINA Y EL FLETE - ricardo barahona - El Salvador

LA PRIMERITITA COMUÑON DE MENCHEDITA COPALCHINES - ricardo barahona - El Salvador

POCOYO - A LITTLE SOMETHING BETWEEN FRIENDS - guillermo garcía, david cantolla - Espanha/Reino Unido

MAX'S WORDS - galen fott and jerry hunt - Estados Unidos

MIRIAMI TEATER - priit tender - Estônia

CUMULO NIMBUS - nicolas hu, paul belot, hubert seynave - França

HUGH - nouveau, navarro, pommiez, turbe - França

LA P'TITE OURSE - fabienne collet - França

ORSINO LOCO - anaïs mallegol, frédéric tarabout, fabien fallet - França

HUHU - POLE HOLE - alexei alexeev - Hungria

MAGYAR NÉPMESÉK / A NYÚLPÁSZTOR - lajos nagy - Hungria

THE CHILDREN´S TREE - abel ruiz-vazquez - Hungria

MAGYAR NÉPMESÉK / A KISKONDÁS - mária horváth - Hungria

SUPER GRUPPER - jonathan grupper and andrey smirnow - Israel

VEGETABLE FAIRIES SEASON 2 EPISODE 5: THE LOST PIANO - nobuyoshi satoh, tetsuji Nakamura - Japão

CAPT. CUMULUS - melissa choong, james hing - Reino Unido

LITTLE DINOSAURS - dana dorian - Reino Unido

THE CURSE OF SKULL ROCK - ben smith - Reino Unido

BAB MOOK JA - min sung-ah - República da Coréia

BULPYEONI - choe hyeon-myeong - República da Coréia

RYBKA - sergei ryabov - Rússia

TÔT OU TARD - jadwiga kowalska - Suíça

LA CANILLA PERFECTA - walter tournier - Uruguai


Longa-Metragens - Competição

BELOWARS - paulo munhoz - Brasil

PRINCESS - anders morgenthaler - Dinamarca

DELGO - marc f. adler, jason maurer - Estados Unidos

IDIOTS AND ANGELS - bill plympton - Estados Unidos


Longa-Metragem - Panorama

QUIRINO CRISTIANI - gabriele zucchelli - Italy/United Kingdom


Curtas em Panorama

EDWARD - katrin nicklas - Alemanha

SPLINTER - wojtek wawszczyk - Alemanha

WALLY WARNING 'NO MONKEY' - harry flosser - Alemanha

LA LEGENDARIA CLARA CONFEDERACIÓN DE ALMAGRO - ana martín y alicia rosenthal - Argentina

BURLEY! - dave edwardz and gareth cowen - Austrália

EPHEMERAL - tony radevski, jongsu oh - Austrália

FATHER - sebastian danta - Austrália

LEAP OF FAITH - lachlan barclay - Austrália

SWEET & SOUR - eddie white - Austrália/China

EMILY WINTER - manu molin - Áustria

DEJA VU - atelier collectif - Bélgica

L'ENVELOPPE JAUNE - delphine hermans - Bélgica

IRINKA ET SANDRINKA - sandrine stoianov - Bélgica/França

LA SVEDESE - nicolas liguori - Bélgica/França

A PASSAGEIRA DO TREM DAS ONZE - rogerio nunes - Brasil

A UM SEGUNDO DO MEU FIM - visorama + marão, rosaria - Brasil

BATALHA - A GUERRA DO VINIL - rafael terpins - Brasil

CONSUMIDOURO - fabio vianna, walkir fernandes, felipe grosso, juliano lamb - Brasil

DAGUA BALL Z - ronaldo santana da silva - Brasil

DE OVOS E GUARDA-CHUVAS - alexandre bersot - Brasil

ÍCARUS - victor-hugo borges - Brasil

LABORATÓRIO ESPACIAL DO BARULHO - rubens caetano cunha maciel - Brasil

LELÊ - daniel monguilhott, shiko e carlos dowling - Brasil

X CORAÇÃO - lisandro santos - Brasil

AUTOMOTO - neil, cathy mcinnes - Canadá

BALLOONS (HOTHOUSE 4) - jonas brandão - Canadá

LA BALLADE DES ENFARINÉS - julie rocheleau - Canadá

LABYRINTH - patrick jenkins - Canadá

MAYBE - sam chou - Canadá

ONE (HOTHOUSE 4) - diego stoliar - Canadá

THE INTERIOR MONOLOGUE OF GILL THE GOLDFISH - jim goodall - Canadá

THE TOURISTS - malcolm sutherland - Canadá

BAD HEAD DAY - karen weiss - Canadá/México

BLOOM - srinivas bhakta - Cingapura

CORTE ELÉCTRICO - maría arteaga ariza - Colômbia

TOMASITA Y EL CAIMAN - camilo colmenares, felipe niño - Colômbia

JE LI MOGUCE NAPRAVITI JEDNOMINUTMI FILM NA 27 METARA FILMSKE VRPCE - darko bucan - Croácia

SPEKTR THINGS THAT GO BUMP IN THE NIGHT - thomas pors - Dinamarca

DON'T FUCK WITH LOVE - rachel mcintosh and jim starace - Estados Unidos

HOPE SPRINGS ETERNAL - ron noble - Estados Unidos

NUCKIN FUTS - grevan spiridellis - Estados Unidos

OPERATION:FISH - jeff riley - Estados Unidos

THE CAVE: AN ADAPTATION OF PLATO'S ALLEGORY IN CLAY - michael ramsey - Estados Unidos

A LA BAGUETTE - nieto - França

INSTINCT - frédérick venet - França

L' IDOLE AUX MILLE REPROCHES - guneau jérémie - França

LUKE : TERRE FERME - laurie thinot - França

QUB - arvieu, boucher, colchen, debat-burkarth - França

R.I.P. _ EVIL EYE - bruno collet - França

TIR NAN OG - AMOUR TOUJOURS - fursy teyssier - França

TOPOR ET MOI - sylvia kristel - Holanda

THE BUGS AND THE FLEAS - helene friren - Holanda/Reino Unido

COURT RECORD-IN MEMORIAM PÉTER MANSFELD - zoltán szilágyi varga - Hungria

HÉ, S. O. S - ferenc cakó - Hungria

NIGHT FISHING - pál tóth - Hungria

VIZEN - fruzsina gaal - Hungria

"KOPAI" - A LAST VISIT TO RIVER KOPAI ON A FULL MOON NIGHT - partha pratim das - Índia

LABYRINTH - omid khoshnazar - Irã

BEAUTY NOW - paul o'flanagan - Irlanda

CHARRED AND FEATHERED - rory byrne, robbie byrne, ronan mcmeel - Irlanda

THE RED BALL - alan holly - Irlanda

ARKANOID - uri alonim, paz drimer, moshe servatka - Israel

MEOROT - itai froumin - Israel

UAVICH - TIME FOR FOOD - satoshi tomioka - Japão

DEN GAMLE MANNEN - gustav kvaal - Noruega

MIN BESTEMOR BEIJING - mats grorud - Noruega

SMAKEN AV EKTESKAP - ivar e. lykke - Noruega

MELODIA AMARGA - pedro moura - Portugal

TRABALHO DO CORPO - nuno amorim - Portugal

ZÉ PIMPÃO, O ACELERA - andré letria - Portugal

IT, GOD - michael zauner - Reino Unido

LIKE ME ONLY BETTER - martin pickles - Reino Unido

LOVE TRIANGLE - yasmeen ismail - Reino Unido

MILK TEETH - tibor banoczki - Reino Unido

PECATUM PARVUM - asya lukin - Reino Unido

MAGNETIC MOVIE - semiconductor: ruth jarman and joe gerhardt - Reino Unido/Estados Unidos

THE THINGS SHE CAN'T AVOID IN THE CITY - park ji-youn - República da Coréia

27 YEARS - r. mond - Suíça

LA MAIN DE L'OURS - marina rosset - Suíça

CHAROVANIY ZAPOROZHETS - nataliya marchenkova - Ucrânia


Portifólio - Competição

DER MOMENT - verena fels, csaba letay - Alemanha

FAMILIENPORTRAIT - emanuel strixner - Alemanha

GREENPEACE RAINBOW WARRIOR - johannes kuemmel - Alemanha

LITTLE HUNTRESS - ina findeisen - Alemanha

MINDPLOTTER - jan bitzer, ilija brunck, tom weber - Alemanha

PLAYSTATION PORTABLE - POWER FAILURE - julia dobesch - Alemanha

TWISTED - heiko schneck, martin tallosy - Alemanha

BUBBALOO MIX - HOMEM BALA - guto carvalho e fábio yamaji - Brasil

CAMPANHA 'AIDS' - andersonc.resende - Brasil

CONEXÃO PROFESSOR - visorama + marão, rosaria - Brasil

FUMAR CAUSA MAU HALITO - andersonc.resende - Brasil

LIVRO - luciana eguti, paulo muppet - Brasil

NICK 01 - andersonc.resende - Brasil

OFICINA DE CINEMA DE ANIMAÇÃO EXPERIMENTAL - VINHETA - diego akel - Brasil

PORQUE NAO PAREI DE FUMAR??? - andersonc.resende - Brasil

SURREAL - marcelo vidal - Brasil

WILBUR - rodrigo gava, clewerson saremba e ze brandão - Brasil

FITS YOU - dirk van de vondel - Canadá

GUARDIAN - steve angel - Canadá

MILK DOTS COMPILATION - various directors - Canadá

MTV FRESH- isaac king - Canadá

SPORT IN A BOX - blair kitchen, chuck gammage - Canadá

SPORT IN A BOX CAMPAIGN - blair kitchen - Canadá

APPLE - drew lightfoot - Estados Unidos

BONNAROO MUSIC FESTIVAL TRAILER - bill plympton - Estados Unidos

CREATION MUSEUM - todd hemker - Estados Unidos

IDAHO LOTTERY TWISTER - christopher hinton - Estados Unidos

KING OF CALIFORNIA - kirk kelley - Estados Unidos

POWERSHARES ESCAPE AVERAGE - dave wasson -Estados Unidos

STARBUCKS - "SKI LIFT" - aaron sorenson - Estados Unidos

WINTER TALES - DEVIL'S PEAK - adam green - Estados Unidos

BIG KOI - THE ANCIENT WAY - yue wu - França

CHRONOS 1.0 - wassim boutaleb, yann boyer, vincent mahé, bruno mangyoku - França

EMILE ET LES FABULEUX PETITS MONSIEURS - arnoux jean-nicolas, haugomat tom, lefebvre charles-andré, tardivier louis - França

JEHRO : I WANT LOVE - edouard salier - França

KEEP WALKING - sophia chevrier, cecile francoia, antonin herveet, carlo vogele, lea ordonia - França

LA GRANDE ARCHE - manu tanon-tchi, sébastien vovau, quentin baillieux, jean-michel boesch - França

MIKA 'LOLLIPOP' - bonzom - França

NANO - nima azarba, stéphane chung, nicolas rubio, sebastien rouxel, stéphane vlavonou - França

ORISHAS: HAY UN SON - edouard salier - França

PLAIRE - patrick volve - França

SPISS - jozsef sandor - Hungria

LE'MAYA YESH EKDACH - tal lotan - Israel

ELISIR - giuseppe ragazzini - Itália

ASIENCE: HAIRY TALE - kazuto nakazawa - Japão

CRAVENDALE 'OUT OF STOCK' - pic pic andre - Reino Unido

DOMESTOS 'MULTIPLICATION' - russell brooke - Reino Unido

E4 REFRESH - noah harris - Reino Unido

IRN BRU 'THE SNOWMAN' - robin shaw - Reino Unido

LLUVIA - ken lidster - Reino Unido

ROTARY INTERNATIONAL - FAUCET - jonathan hodgson - Reino Unido

SONY BRAVIA 'PLAY-DOH' - frank budgen, darren walsh - Reino Unido

XBOX 'GUITAR HERO II' - pete candeland - Reino Unido

ZOMBIES - olly reid - Reino Unido

STUBBORN - surachet thienbunlertrat - Tailândia

CUIDEMOS AL AGUA 1 - walter tournier - Uruguai





Winter Tales - Devil's Peak Adam Green
Estados Unidos / United States [2007] Contos de Inverno - O Pico do Diabo. Um conto heróico de inverno sobre um grupo de crianças que tomam coragem para descer o temido Pico do Diabo de trenó. duração: 00:03:12 produção: Russ Cundif técnica: bonecos / puppets